quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Atividade em Hipertexto - Modelo Atômico de Aristóteles

Os filósofos porém, adotaram o modelo atômico de Aristóteles, da matéria contínua, que foi seguido pelos pensadores e cientistas até o século XVI d.C. No seu começo, a ciência estava ligada à filosofia, sendo o filósofo o sábio que refletia sobre todos os setores da indagação humana. Na ordem de saber estipulada por Platão, o homem começa a conhecer pela forma perfeita da opinião, depois passa ao grau mais avançado da ciência, para só então ser capaz de atingir o nível mais alto do saber filosófico. Dentre as ciências, pode-se atribuir um atraso à revolução científica no campo da Química. Alguns filósofos gregos deram grande contribuição para que posteriormente a Química se desenvolvesse. Tales de Mileto, era astrônomo e matemático, foi o primeiro filósofo grego conhecido. Suas idéias sobreviveram pelos escritos dos outros, como Aristóteles. Tales abordava assuntos através do qual podia aferir e racionalizar sobre eles - uma abordagem bem diferente da tradição grega de explanações direcionadas por mitos sobrenaturais; por isso é tido como o primeiro filósofo do Ocidente. Ele tentava explicar a multiplicação das coisas do mundo. Segundo ele, tudo partia de uma única realidade e ele escolheu a água como o elemento primordial, de onde tudo se derivava. Baseou-se na idéia de que a água é transformada em ar por evaporação e em sólido por congelamento. Isso fez com que filósofos posteriores a ele também buscassem explicações para os fenômenos naturais, numa linha de ação onde cada vez surgiam mais teorias relacionadas à Química para explicar esses fenômenos.

Fábio
Francieli
Rafael Praciel
Viviane
Victor

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário